sexta-feira, 1 de junho de 2018

A RESPEITO DA CESSAÇÃO DOS DONS EXTRAORDINÁRIOS OU MILAGROSOS: OS DONS DE CURAS

Uma das maiores disputas teológicas entre os cristãos, desde o século passado, tem sido a respeito da continuidade ou não dos dons espirituais extraordinários ou milagrosos (como o falar em línguas, a profecia, os dons de curas, etc.). Os que creem na continuidade desses dons extraordinários alinham-se com os pentecostais, carismáticos e continuístas. Aqueles que admitem a cessação desses dons são chamados de cessacionistas. Este texto se propõe a contribuir com algumas reflexões a favor da posição cessacionista, utilizando os dons de curas para exemplificar a tese aqui proposta. O objetivo é contribuir para o debate, ao mesmo tempo em que oferece uma breve introdução ao tema. [Todas as citações bíblicas deste texto foram extraídas da Nova Versão Internacional - NVI.]

OS DONS EXTRAORDINÁRIOS DEVERIAM CESSAR

Que os dons milagrosos ou extraordinários cessariam um dia, os apóstolos já sabiam. Bem conhecida de todas as partes desse debate é a passagem de Paulo em 1Coríntios 13.8: "O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará". Foge ao escopo deste artigo investigar quando isso aconteceu de acordo com 1Coríntios 13, mas o versículo 8, acima, fornece a indicação de que os apóstolos eram conscientes de que os dons extraordinários do Espírito deveriam cessar um dia.

OS DONS DE CURAS NO NOVO TESTAMENTO: SEU AUGE NO LIVRO DE ATOS

No livro de Atos dos Apóstolos o dr. Lucas descreve várias curas milagrosas efetuadas pelos discípulos. Veremos brevemente algumas:

Atos dos Apóstolos 3.1-8: a cura de um mendigo aleijado de nascença. Trata-se certamente de uma cura milagrosa. O homem, diz Lucas, era "aleijado de nascença" (versículo 2), mas quando Pedro ordena: "Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande" (versículo 6), o mendigo levanta-se de um salto e começa a andar (versículo 8). Lucas deixa claro que a cura aconteceu "imediatamente" (versículo 7) e de forma perfeita: ele nunca tinha andado em toda a sua vida, mas agora andava e saltava normalmente (versículo 8). O caráter imediato e pleno da cura indica seu caráter divino, milagroso. Não poderia ser fingimento e nem foi uma "cura" nebulosa, questionável.

Atos dos Apóstolos 5.14-16: milagres extraordinários. No versículo 12, Lucas diz que "os apóstolos realizavam muitos sinais e maravilhas entre o povo". Aqui, os dons milagrosos ainda estavam restritos, aparentemente, ao círculo apostólico. Pessoas colocavam seus doentes no caminho de Pedro, para que a sua sombra se projetasse sobre eles e os curasse (versículo 15, subentende-se que tais pessoas eram efetivamente curadas). Pessoas de cidades próximas a Jerusalém também traziam seus doentes, e Lucas faz questão de dizer que "todos eram curados" (versículo 16). Todos. Os dons de curas eram eficazes em 100% dos casos. Isso é muito importante. Não havia quem não fosse curado.

Atos dos Apóstolos 9.32-43: uma cura e uma ressuscitação. Nesta passagem vemos o apóstolo Pedro utilizando dons de curas em duas pessoas, dois casos perdidos: um homem paralítico, acamado há oito anos (versículo 33) e uma mulher já falecida (versículos 36-40). O primeiro foi curado "imediatamente" à ordem de Pedro (versículo 34). Cura plena e total, bem como a capacitação para locomover-se normalmente depois de ficar preso a uma cama durante oito anos! A segunda, a mulher morta, voltou à vida em resposta às palavras de Pedro: "Tabita, levante-se" (versículo 40, compare com Marcos 5.41). Novamente, em 100% dos casos, o sucesso foi total. Os dons de curas eram 100% eficazes, em todos os casos.

Atos dos Apóstolos 14.8-10: outro aleijado desde o nascimento é curado. Paulo, desta vez, é o agente da cura extraordinária. Um homem "paralítico dos pés, aleijado desde o nascimento" (versículo 8) foi confrontado pela ordem do apóstolo: "Levante-se! Fique em pé!", e imediatamente levantou-se de um salto, começando a andar normalmente (versículo 10). Não há dúvida de que os dons de curas operavam de modo absolutamente completo, perfeito, sem falha alguma.

Atos dos Apóstolos 19.11,12: milagres extraordinários. Lucas descreve como até mesmo lenços e aventais usados por Paulo eram levados para os enfermos e para pessoas atormentadas por demônios. Os primeiros eram curados, os segundos, libertos. Sem erro, sem falhas, sem exceções.

Atos dos Apóstolos 20.7-12: mais um morto é trazido de volta à vida. O jovem Êutico despenca de uma janela do terceiro andar, vindo a falecer. Mas Paulo o traz de volta à vida (versículos 10-12). Não houve uma tentativa. Houve um sucesso imediato.

Atos dos Apóstolos 28.7-10: dons de curas na ilha de Malta. Após sobreviver milagrosamente à picada de uma cobra (versículos 1-6), Paulo cura todos os enfermos da ilha (versículos 8 e 9). Todos, sem exceção. Paulo extirpou as enfermidades da ilha de Malta. Sucesso absoluto em 100% dos casos. Assim eram os dons extraordinários de curas.

Porém, algo aconteceu aos dons extraordinários. Eles foram desaparecendo gradativamente à medida que o Novo Testamento terminava de ser escrito. Assim como os milagres e os dons dos profetas do Antigo Testamento, os dons extraordinários do Novo Testamento tinham a função de autenticar a revelação escrita do Espírito Santo. Ao concluir essa revelação (os escritos do Novo Testamento), os dons milagrosos cessaram, desapareceram. Eles foram cessando enquanto o Novo Testamento era escrito, como veremos a seguir. Continuaremos elencando tão-somente alguns dons de curas, como exemplo.

OS DONS DE CURAS NO NOVO TESTAMENTO: SEU OCASO NAS EPÍSTOLAS

1Coríntios 12.7-10: uma lista de dons. Aqui vemos Paulo alistando alguns dons espirituais extraordinários. Aparentemente, a igreja de Corinto possuía todos esses dons, e os utilizava plenamente, ainda que de modo imaturo, muitas vezes. No momento em que Paulo escreveu esta carta, uma das primeiras cartas que ele escreveu, todos os dons extraordinários estavam, aparentemente, ainda em uso. Ainda estavam à disposição dos cristãos.

Gálatas 4.12-16: uma enfermidade nos olhos. Paulo afirma que os gálatas o conheceram quando ele padecia de uma doença (versículo 13), provavelmente nos olhos, algo nada agradável (versículo 15). Certamente ele não conseguiu curar-se a si mesmo, da mesma forma que em 2Coríntios 12.7-10. Tampouco seus companheiros missionários conseguiram curá-lo. Aqui não há menção alguma de dons espirituais extraordinários.

Filipenses 2.25-30: o caso de Epafrodito. Um dos companheiros de Paulo, Epafrodito, adoeceu gravemente e "quase morreu" (versículos 27 e 30). Ele conseguiu sobreviver, mas não devido aos dons milagrosos de Paulo ou de algum outro cristão, mas tão-somente porque "Deus teve misericórdia dele" (versículo 27), com certeza em resposta às orações de Paulo e de seus companheiros, mas não em virtude de algum dom espetacular de cura. Aqui, novamente, não há menção de dons milagrosos, muito menos de dons de curas. Anos já haviam transcorrido, e aparentemente esses dons já não se manifestavam mais, ou pelo menos não de modo tão frequente como no passado.

1Timóteo 5.23: um conselho amigo. Ao aconselhar Timóteo, seu filho na fé, para que bebesse um pouco de vinho, em virtude de suas "frequentes enfermidades", Paulo admite, tacitamente, que não pode mais exercer seus dons de curas para dar saúde perfeita ao seu companheiro de viagens missionárias. Ele não pôde curar Timóteo. Ficamos sabendo que Timóteo tinha problemas estomacais, padecia frequentes enfermidades e não fora curado por Paulo ou por nenhum outro apóstolo ou cristão. Paulo, novamente, não menciona nenhum dom extraordinário de cura nesta passagem. Em vez disso, ele somente pode dar um conselho amigo. É como se os dons de curas, tão efetivos no começo de seu ministério apostólico, especialmente em Éfeso, já não existissem mais.

2Timóteo 4.20: um amigo enfermo. A tristeza do apóstolo é claramente percebida aqui: "deixei Trófimo doente em Mileto". Eles haviam estado juntos; Paulo tinha tido a oportunidade de curá-lo, se ainda tivesse os dons de curas. Em vez disso, ele foi obrigado a deixar seu amigo em Mileto, sem saber se ele viveria ou morreria. Ao escrever esta carta, de fato Paulo ainda não sabia o que havia acontecido, afinal, com Trófimo. Ele teria morrido? Ou sobrevivera à enfermidade? Paulo não sabia. Mas sabia que não havia conseguido curá-lo. Novamente, nenhum dom extraordinário é mencionado aqui. Aquele tempo havia passado.

Tiago 5.14-18: a oração da fé no lugar dos dons de curas. Ao escrever sua carta, Tiago, meio-irmão do Senhor, sugere que os enfermos chamem os "presbíteros" da igreja para que orem (versículo 14). O óleo, aqui, pode representar o Espírito Santo, ou talvez Tiago esteja receitando um tratamento meramente medicinal. Óleos de vários tipos eram usados para ungir os enfermos, na esperança de uma melhora, e isso de acordo com a medicina da época, sem teor espiritual. De qualquer modo, ele não menciona dons extraordinários de cura. Em vez disso, diz que a "oração feita com fé curará o doente" (versículo 15). Os dons milagrosos eram coisa do passado. A oração - esse maravilhoso recurso, disponível a todos os cristãos de todas as épocas - é, a partir de agora, o modo como os enfermos podem ser curados, de acordo com a vontade de Deus (veja Tiago 4.15).

CONCLUSÃO

O Novo Testamento mostra claramente que os dons extraordinários tiveram seu apogeu e seu papel importantíssimo na jovem igreja cristã, em seus primórdios, autenticando a mensagem dos apóstolos e fortalecendo a igreja perante o mundo descrente ao redor. Mas à medida que a revelação suprema de Deus - o Novo Testamento - foi sendo registrada, os dons milagrosos deixaram de ter utilidade. Nenhum milagre ou dom poderia suplantar a Palavra de Deus (veja esse princípio exposto, por exemplo, em Lucas 16.31). Quando o Novo Testamento foi concluído, os dons milagrosos já não existiam mais.

Deus ainda pode curar hoje? Ainda pode fazer milagres hoje? Claro que pode, pois Ele é Deus. Ele pode fazer o que bem entender, sem nunca cair em contradição com Si mesmo ou com Sua Palavra revelada, a Bíblia, que é a expressão de Seu caráter santo para nós.

Deus ainda pode operar milagres, basta Ele querer. Mas pessoas providas de dons milagrosos ou extraordinários não existem mais, porque tais dons não existem mais. A Palavra de Deus nos foi dada, e ela é suficiente para a vida cristã em sua totalidade. "Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos" (Lucas 16.31).

Sola Scriptura

Soli Deo Gloria

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Seis desculpas para não ir à igreja (3)

Há Muitas coisas que eu não entendo
Introdução
   Ouço muito as pessoas falarem que o grande empecilho de não ir a igreja é a complicação de sentirem-se a vontade, hora de sentar, de levantar, não conhecem as músicas, não sabem bater palmas, não compreendem o linguajar "igrejês", não conseguem entender a linguagem da Bíblia, pois é difícil de entender, e por aí vai.
I - O Princípio sempre é difícil - quando entramos em um ambiente desconhecido, o desconforto em não saber como proceder é normal, mas com o tempo, a pessoa se acostuma e pega o jeito, todavia, tem que haver frequência, para que a timidez inicial saia 
    Na escola, no trabalho, em outra cidade, sempre que temos que iniciar algo novo sempre nos sentimos um pouco deslocados, mas com o passar do tempo tudo se ajeita.
II - Não entendo a Pregação - Assim como tudo na vida, devemos nos esforçar para entender aquilo que estamos ouvindo, com a pregação não é diferente; até mesmo o Senhor Jesus quando ensinava por parábolas seus discípulos não entendiam, mas perguntavam depois a ele em separado, para entender o que na hora da mensagem lhe havia escapo do sentido verdadeiro do que era ensinado (Marcos 4.33,34). até mesmo quando falava abertamente muitas vezes não era entendido, nem por isso, os discípulos o abondaram, os verdadeiros discípulos de Jesus pedem entendimento (Tiago 1.5)

III - Não entendo a Bíblia - Muitas pessoas reclamam que a linguagem da Bíblia é de difícil entendimento. Em partes concordo, porém, quem quer aprender sempre vai superar as dificuldades, e a grande dificuldade do Brasileiro é a leitura e escrita, o Brasileiro não sabe mais entender o que lê e não sabe mais escrever, aqui reside o problema.
   Outra solução adequada para quem realmente quer entender a Bíblia são as diversas traduções encontradas nas livrarias, Bíblias de Estudo, com linguagem mais simples (desde a NVI a NTLH), para aqueles que realmente tem muitas dificuldades tem a Bíblia do Bebê inclusive, que vem com gravurinhas.
   Quando se tem vontade, se consegue as coisas, mas na falta de vontade tudo são desculpas. hoje em dia, qualquer pessoa tem condição de conseguir conhecimento erudito sem sequer sair de dentro de casa.
Conclusão
   Quando uma pessoa recebe um documento que lhe é importante e não consegue entender corre para todos os lados procurando alguém que lhe explique, normalmente alguém capacitado para tal coisa, será que para com a Bíblia e para com a igreja é diferente, se for, não seria por falta de vontade?

sábado, 14 de abril de 2018

Seis desculpas para não ir à Igreja (2)

Segunda desculpa
Ainda não chegou o tempo, mas um dia eu vou!
   A segunda desculpa que quero tratar aqui é justamento daqueles que acreditam que detém o tempo em suas mãos. lembra-me da parábola do rico sem juízo, que pensava com seus botões: "ano que vem vou construir grandes celeiros, e depois vou poder ter condições de aproveitar a minha vida e descansar, mas Deus diz:'louco' hoje você vai morrer, e o que ganhou, ficará para quem?" (Lucas 12.19-21 - Parafraseado pelo autor).
   Há pessoas que querem acumular muito, pecar bastante, "aproveitar" a vida, com noitadas, festerês, boates, botequins, botecos, narguilé etc...O trágico é percebido justamente onde os sonhos são enterrados, isso mesmo, no cemitério, lá se leem nas lápides "saudades eternas" "partiu cedo" Ali se encontram muitos sonhos não concretizados, planos eternamente adiados.
   Assim também, a história do homem insensato da história que Jesus contou, se repete todos os dias, com insensatos que julgam ter tempo - na verdade ninguém sabe quanto tempo tem.
   A decisão de deixar para depois é simplesmente uma forma de negativa ao Evangelho em forma de adiamento, isso é, não obrigado! Quando eu precisar e, isso não vai ser logo, eu vou a igreja e me torno cristão, pois isso é coisa para velhos - a verdade por traz da desculpa é justamente essa.
   A realidade nua e crua é que; A juventude passa rápido (Salmo 127.4), e que todos podem aproveitar a juventude e de forma sensata (devem inclusive) vivê-la pois haverá consequências de decisões tomadas (Eclesiastes 11.9,10).
   Na verdade o apego aos bens materiais e a abusca pelo "prazer" a qualquer custo leva ao desejo de adiar o inevitável - Encontro com Deus. Inevitável, pois, de qualquer forma todo ser humano passará pela experiencia de estar diante do Todo Poderoso Senhor, quer dobrando seus joelhos por livre e espontânea vontade, recebe
ndo-o como Senhor e Salvador de sua vida, como Deus entre nós (Jesus Cristo), quer no dia do Juízo final, onde TODO O JOELHO se dobrará (Romanos 14.10-12). Portanto, busque ao Senhor enquanto você ainda pode, enquanto ainda é fácil, enquanto você ainda tem oportunidade, logo, você será apenas uma lembrança para alguém, e terá percebido que toda a sua vida passou e não teve sentido, pois nela, não estava incluída Deus.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Escabrosa Sexta Feira 13

   Não se sabe ao certo da origem supersticiosa à sexta feira 13. Fato é que o cinema instigou a superstição por meio de filmes, o que entra no inconsciente coletivo, fixando o medo e a superstição, seja pelo dia ou pelos maus agouros, como o piado da coruja, o uivo do cachorro, gato preto, passar debaixo de escada e a mal fadada sexta feira 13 também entra na roda dos malditos.  (Deuteronômio 18.10).
   O que torna o dia mal são más decisões, que, tornam voltar em forma de consequências. se dias são maus hoje, nada mais justo pois o próprio povo brasileiro por cultura "Ensinada" busca a lei de Gerson: "eu quero levar vantagem em tudo", nisso, vendem voto por mortadela, carcaça de frango, e como os antigos indígenas brasileiros e os colonizadores faziam escambo, tal coisa segue pois, o povo troca seu voto por qualquer bugiganga.     Fala-se muito mal do Presidente Norte Americano, Donald Trump porém, seus ministros se reúnem para estudar a Bíblia, resultado, a economia e a sociedade colhe os frutos bons, desde a fundação da nação, em sua constituição. modelo para o mundo todo, já no Brasil, há um ativismo jurídico por parte da militância esquerdista incluindo "dossiês" e chicanas jurídicas, que tornam o bem em mal e o mal em bem. 
Incluem-se nas manobras do poder desde os militontos à presidência, passando pelo legislativo e judiciário, que por ocasião de conveniência muda-se a lei, não o entendimento sobre a mesma. resultado? Vá ao mercado, vá às escolas, universidades, leia artigos científicos, para perceber que estamos vivendo o paleolítico científico e cultural nesta terra onde apenas os ricos contam com as beneficies da lei, aos demais, apenas seus rigores.(Provérbios 29.2).
   A Inversão de valores instituída a nível nacional em forma visível de corrupção, é o mundanismo [1] desmoralizante do paganismo e materialismo, que leva a sociedade a uma espécie de demência social coletiva onde o mundo vira de pernas para cima em todos os aspectos (Isaías 5.20).
   Diante do que vemos, julgo pertinente o pronunciamento de Carlos Lacerda: "Estou preocupado não é com essa sociedade, mas com os sócios" [2]. Os sócios (Povo) que esta unido pelo contrato social (Constituição) é permeado pelo direito de igualdade, premissa cristã, combatida pelo Nazismo. Que é socialismo, o próprio comunista uruguaio Jose Mujica costuma dizer que há várias formas de socialismos. o Socialismo Nazista era NACIONALISTA RACIAL, veja o nome do Partido Nazista (Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães). Já o partido comunista da Rússia era de CLASSE SOCIAL. O que ambos os partidos socialistas tem em comum? Ódio ao Cristianismo, veja o que escreveu Hitler: "O Cristianismo não se satisfaz em erigir os seus altares, mas viu-se na contingência de proceder à destruição dos altares pagãos. Só essa fantástica intolerância tornou possível construir àquela fé adamantina que é condição essencial de sua existência"[3]. O Cristianismo era perseguido pelo Nazismo tanto quanto pelo comunista da Rússia anterior a Mikhail Gorbachev Por isso, sempre que ouço que nazismo e comunismo são coisas opostas, penso que nunca leram os livros dos nazistas e comunistas, pois constatariam que são lados de uma mesma moeda - mas como se mataram? respondo com outra pergunta, quem matou mais comunistas? os próprios comunistas, Josef Stalin entre eles. 
 O Brasil vive décadas de constante sextas feiras treze todos os dias, através de malandragem ideológica dos três poderes e da falta de virtude de um povo dormente.
   Enquanto o Brasileiro vender sua liberdade aos cangaceiros da política e curvar a espinha aos arruaceiros, o Brasil nunca experimentará liberdade. a pior noticia da sexta feira treze é que o Brasil está sob custódia da maior pilantragem inventada pelo ser humano e aperfeiçoada pela esquerda tupiniquim. que maldição maior do que viver em um país onde um bêbado ladrão é cultuado como se fosse um bezerro de ouro, por adoradores desprovidos de consciência. Que o Brasil seja limpo por um grande lava jato, que acabara com esta sexta feira 13 que já dura mais de 30 anos.


____________________________
[1]. Mundanismo é um estilo de vida em que a pessoa é dominada pelas tendências sociais, sem levar em conta o preceito da Bíblia como forma de orientação e regra de conduta.
[2]. Carlos Lacerda - discursos parlamentares, p.417.
[3]. Hitler - Minha Luta,p.52.
 

seis desculpas usadas para não ir à igreja (Parte 1)


  • 1.   Não preciso de Um Salvador
         A Maior dificuldade que há no mundo é convencer um doente que se considera saudável à buscar tratamento médico. Concernente a salvação se dá o mesmo. O incrédulo não sente necessidade de um salvador pois sua condição é de "morte" espiritual (Efésios 2.1). 
           Uma condição de morte espiritual coloca o ser humano na impossibilidade total e completa de salvar-se. Não há vida, Salvação é presente dado por Deus (Efésios 2.8,9). O Ser humano pode fazer apenas o que sua condição permite, isto é; "pode pecar e não pode não pecar". não há condição de ir contra a natureza não regenerada.
           Quem opera a Salvação no ser humano é o Espírito Santo  (João 16.7-9), logo; o ser humano recebe vida e depois recebe a fé. nunca o Contrário. Quem Salva é Jesus, a fé é meio usado por Deus, cujo ação é operada pela vida que é gerada pelo Espírito Santo. (Efésios 2.8; Gálatas 3.23-26).
           A Pregação deve ser em tom de exposição simples do Evangelho. Nos dias atuais cumprir a tarefa de um pastor-evangelista é obra por demais estafante, pois o Evangelho confronta o ser humano em seu ego. pois o coloca em condição de pecador necessitado do favor de Deus que o pecador não merece. Logo, a salvação, do inicio ao fim pertence a Deus (Jonas 2.9b). 
            A Pregação do evangelho confronta o pecador de tal maneira que duas coisas podem acontecer: a primeira é a conversão do pecador, e a segunda, é o abandono da igreja por parte do frequentador, que não se adéqua ao "sistema" da pregação, quer coisas mais palatáveis a seu estilo de vida mundano.
             Quantas dificuldades em nossos dias - comuns ao tempo dos apóstolos: 1. concorrência de falsos pregadores e falsos crentes como Diótrefes (3João v.9; 2 Timóteo 4.10;2 Coríntios 11.26)
             Alguns problemas enfrentados pelos apóstolos são iguais, porém outros desafios são novos e devem ser enfrentados. vivemos a era da informação e da tecnologia, do excesso de informação; falta de atenção, hoje se vive a maior parte do tempo na frente de um computador. quando no trabalho, lá esta ele, nas horas de folga também, e, isso, em concorrência com smart-fones, tabletes e celulares com múltiplas funções, de redes sociais e entretenimento. 
      Quanto mais a tecnologia avança, diminui a interação interpessoal, e, o deficit de atenção se torna fator comum por conta da pouca informação guardada pelo excesso da mesma, isso tem destruído a capacidade de raciocínio de grande parte da população, ávida por tecnologia e desinteressada em viver.
            Conduzir a pregação fiel do evangelho gera o confronto necessário. A Pregação explicada da bíblia é o meio usado por Deus para a salvação do ser humano. A mensagem não mudou, dos dias dos apóstolos até hoje: "Arrependam-se de seus Pecados e creiam em Deus" (Mateus 3,2).
            Quando Alguém diz não necessitar da salvação oferecida por Cristo através da exposição bíblica, esta na verdade executando sobre si uma condenação já lavrada e SEM DESCULPA, pois é RECUSA da verdade por vontade própria (Romanos 3.4; João 3.18-19).
              Portanto, Creia em Cristo! A Salvação é somente nele (Atos 4.12; João 14.6)

quarta-feira, 11 de abril de 2018

A "Maravilhosa" Fabrica de Bichos-Grilos - Educação Brasileira

   "O espírito crê naturalmente, e a vontade ama naturalmente, de maneira que, à falta de verdadeiros objetivos, aderem aos falsos"[1].
   A falta de objetivos verdadeiros, tem gerado desde o século XIX, uma série de falsos ideais propagados de todas as maneiras - principalmente pelo poder estatal, que domina a educação. No século XX, Gramsci [2] entende que estado e sociedade política são a mesma coisa, isto é, o partido é o estado sobre a sociedade civil, impondo uma hegemonia travestida de coerção[3]. Logo, Estado é um mero nome retórico onde o poder políticos espalha seus tentáculos.
   Antônio Gramsci foi um comunista idealizador do sistema de tomada de poder sem armas de fogo, mas, pela manipulação de mentes através das escolas e universidades com pessoas ideologizadas em pontos chaves, para que se corrompa a geração futura, para destruição da estrutura dominante e da própria cultura em si, para que então, o comunismo seja implantado, através das mentes programadas por meio das escolas e universidades.
   Pascal  infere da ausência de objetivos como caos, já com Gramsci o objetivo é a ideologização do estado sobre o Povo com pretexto de ter o povo no poder. O Advogado Roberto de Aguiar em seu livro: "Direito, Poder e Opressão" olha pala ótica em que a ideologia é tratada através de manipulação de poder do estado, impondo sobre a sociedade um direito ideologizado, que serve a quem detém o poder.
   Ideologia [4], é um sistema de pensamento que norteia o "sistema de poder" através do viés econômico, social e educacional, no viés educacional, se tem alardeado o grande numero de faculdades (prédios) erguidos, todavia, a qualidade dessa educação esta cada vez pior, pois a educação esta eivada de professores engajadamente ideológico e culturalmente incompetentes, Resultado se vê na lista dos países com pior educação.
   Certa vez quando estudava direito em uma faculdade no interior do Paraná (Faculdade particular, o que é ainda mais aterrador). Certo "docente" passou praticamente uma manhã inteira "ensinando" sobre a grande importância de "SUBLINHAR" . 2 horas depois do inicio da aula, que é própria de primeiro ano do ensino básico, e que foi ressuscitada pelo tal "formador de opinião", em uma aula de faculdade de direito, me senti uma pessoa com retardo mental, ou participando de uma aula errada, talvez fosse para alunos analfabetos.
   Outra ocasião, professor chega furioso em sala de aula, pois sua presidente havia sofrido impeachment. O Professor deu uma "aula" acalorada sobre o "golpe", dizia: não vai ter golpe, querem golpe, vocês são testemunhas do golpe e etc.. Seu discurso, marcado no relógio, durou mais de meia hora, alunos que em grande maioria tinham  entre  17 à 25 anos, com algumas exceções.
   Os alunos em sua grande maioria chega a faculdade sem ler livro algum que preste, e quando lêem, não entendem nada, são funcionalmente analfabetos, sem opinião sobre coisa alguma, verdadeiras presas à merce das teias ideológicas de professores Jagunços do comunismo, prontos para iniciar a transformação metamórfica de estudantes em "Bichos-Grilos".
   Bichos - Grilos são aqueles alunos que: Não estudam e servem apenas ao interesse de seus professores, que usam seu posto educacional para manipular a mente dos coitados jovens que já foram iniciados em sua metamorfose imbecilizante para bichos-grilos.
   Bicho - Grilo não estuda, vive como o parasita, puxa saco de professor, gosta de fumar maconha e detesta livro, adora beber, detesta trabalhar no aprendizado, quer tudo de mão beijada (inclusive o dinheiro dos pais),  Bicho-grilo normalmente é o "X9"[5] da turma.
   Lembro que certa vez entre em um debate sobre o que é citação de "primeira fonte" - o formador de bicho - grilo afirmava que qualquer um que site dada "citação" pode ser "fonte primaria" ao que me opus, pois fonte primária é aquela que surge do próprio autor da citação. depois achei que havia perdido tempo, tal como  "ensinar cavalo a falar", pois tal bicho grilo que se assenta na cátedra universitária é para os alunos, a "verdade por si só".alunos Bichos-Grilos repetem besteiras ideológicas nem sequer param para pensar se é lógico ou não aquilo que verborragiam.
 À maneira de Pantaleão[6]e suas patranhas à Pedro Bó contando sempre suas  "Estórias"[7] mirabolantes e sempre mentirosas esperando sempre que alguma "Terta"  confirme suas paspalhices
   Assim a maravilhosa fábrica de Bichos-Grilos segue formando tais em série, que constatam a péssima educação na republiqueta onde os bichos grilos são considerados "pensadores" na terra dos homens. E os homens se rendem ao barulhos de tais bichos, que nada produzem, a não ser dor de cabeça por sua inutilidade.

_______________________
[1]. Blaise Pascal. Pensamentos de Pascal. Abba Press, p.83.
[2]. Antonio Gramsci (Ales22 de janeiro de 1891 — Roma27 de abril de 1937) foi um filósofo marxistajornalistacrítico literário e político italiano. Escreveu sobre teoria políticasociologiaantropologia e linguística. Foi membro-fundador e secretário-geral do Partido Comunista da Itália, e deputado pelo distrito do Vêneto, sendo preso pelo regime fascista de Benito Mussolini. Gramsci é reconhecido, principalmente, pela sua teoria da hegemonia cultural que descreve como o Estado usa, nas sociedades ocidentais, as instituições culturais para conservar o poder. (Pesquisado em 11/04/2018 às 22h.25min, em, https://pt.wikipedia.org/wiki/Antonio_Gramsci) 
[3]. Roberto A. R. de Aguiar. Direito, Poder e Opressão: Edição Alfa - Omega, p. 45.
[4]. fil ciência proposta pelo filósofo francês Destutt de Tracy 1754-1836, que atribui a origem das ideias humanas às percepções sensoriais do mundo externo.p.ext. fil no marxismo, totalidade das formas de consciência social, o que abrange o sistema de ideias que legitima o poder econômico da classe dominante (ideologia burguesa) e o que expressa os interesses revolucionários da classe dominada (ideologia proletária ou socialista). pesquisado em 11/4/2018. https://www.google.com.br/search?q=ideologia&oq=ideologia&aqs=chrome..69i57j69i61j0l4.2995j1j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8
[5]. X9 significa dedo duro, fofoqueiro, delator, linguarudo entre outros. Essa expressão teve origem na história em quadrinhos americana, inicialmente publicadas em tiras de jornal, em 1934.https://www.google.com.br/search?q=o+que+significa+%22x9%22&oq=o+que+significa+%22x9%22&aqs=chrome..69i57j0l4.7406j1j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8
[6]Pantaleão- personagem mentiroso vivido por Chico Anísio, pedro bó que é o menino alvo das mentiras e dona Terta - mulher do mentiroso.
[7]. Estórias - Na antiga grafia da língua portuguesa, estória algo inventado (como um conto fantasio), enquanto História tratava-se de história real, de fato verificável.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Sou um Cristão Socialista..... Pode isso?

   O Apóstolo Paulo vai declarar que todas as coisas me são lícitas, "possíveis" dentro de minhas esferas de decisões "Naturais", porém, nem todas as coisas devem ser feitas ou "possíveis" para aquele que visa a edificação de sua própria vida e o bem coletivo, pois há certas coisas possíveis naturalmente que levam a escravidão posterior, o que para o Cristão é vedado: ""Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam. Ninguém busque o seu próprio interesse, e sim o de outrem." 1 Coríntios 10:23-24"
   Já estou criando cabelo branco e sigo ouvindo pessoas se declararem socialistas e cristãs, mas a pegunta segue. É Possível isso?, Vou responder depois de algumas asseverações básicas.
    1. O Socialismo é uma doutrina político-econômica de coletivização dos meios de produção (teu emprego, empresa, tudo passa a ser gerido direta ou indiretamente pelo governo central). Dentro dessa doutrina, a Propriedade Privada (Teu carro, tua casa, bicicleta etc. Passam a ser propriedade do governo e o tal determina o que e como você usa).
   2. O Socialismo é a prática de um sistema Filosófico perverso, criado por um integrante da comunidade dos alemães, e diferente de seus compatriotas, o Pensador do socialismo comunista (Carl Marx) sofria de uma terrível e excruciante falta de vontade de trabalhar. Logo tal pensamento já nasceu para favorecer os que detestam o trabalho, mas como alguém tem que trabalhar, que sejam os inimigo do "estado" ou os "peões" do jogo.
   3. O Socialismo Comunista é Materialista, quero dizer com isso, que em seu cerne não creem em Deus ou vida após esta vida, tudo o que importa é esse mundo pois, tudo o que é, o é aqui somente. Por isso fazem as atrocidades que atribuem aos outros, pois não acreditam num julgamento infalível no futuro. não acreditam nem no céu nem no inferno nem em Deus nem no Diabo, andando sempre ao lado segundo e desprezando o primeiro.
   4. O Socialismo comunista vive de lavagem cerebral e parasitária ideologia, Vivem de infectar crianças e adolescentes, pois esses não tem ainda, preparo estrutural ou conhecimento técnico e experiencia de vida para contrapor, logo são as vítimas preferidas de "professores" peões, muitas vezes são professores jagunços (caso você discorde dele).
   5. A Família não existe para este sistema, pois, é invenção cultural e social, as Crianças são propriedade do estado para serem doutrinadas por ele, como o líder do partido, associação, ou outro nome fantasia que queiram dar, determine. Qual o resultado disso? veja você mesmo em casa, "Drogas, desrespeito, preguiça, apego a coisas fúteis, muita verborragia) como "mini peões", são levados a fazer greves nas escolas, aprendendo cedo como serem: "jaguncinhos mirins". repetindo mantras de partidos socialistas comunistas como se fosse musica pop.
   O Socialismo comunista destruiu todos os direitos (Morais, Naturais e Humanos) por onde passou, de uma pequena olhada (China, Cuba, Venezuela, Coreia do Norte, Russia etc.). Ninguém entendeu Marx alguém pode dizer. Então A Resposta é que Marx não sabia se comunicar, pois todos o entenderam errado? ou é uma "doutrina religiosa" inaplicável? Sempre vai aparecer algum Mané cheio de boas intenções e nenhuma racionalidade, e com cultura discutível, com erudição de orelha de livro para defender o socialismo. Garanto que defende ou por fé, não por conhecimento, ou por interesse pessoal, e, fato verificável, sem ter ao menos lido 1/3 dos livros de Marx e praticamente nada do comunismo. Ops. sim!! deve ter lido (O manifesto comunista), livreto.
   No Brasil a coisa ainda é escandalosamente difícil. Nada é tão ruim que não possa piorar. A Ideologia Socialista Marxista, aparelhou o Estado, isto é; colocou os órgão públicos em cascata (Os 4 poderes) ops, não são 3? não, no Brasil tem um agente de poder não reconhecido diretamente, mas o é de fato, quais são eles.. 1.Executivo (Presidência), 2.Legislativo (Deputados e Senadores), 3.Judiciário (Juízes do STF) e o 4. Mídia (Grandes empresas que lucram com as propagandas de governo, "Quem paga a flauta, dá a nota").
   Agora que fiz estes breves adendos vou responder a pergunta: "Posso ser Cristão Socialista?"
     se para você ser Cristão é
1. Ir a Igreja de corpo presente apenas - sem compromisso com Deus e com as Escrituras - pode sim sim ser socialista.
2. Se você defende o aborto? (Assassinato de crianças ainda não nascidas) - Pode sim ser socialista.
3. Se você acha que o governo tem o dever de ensinar o que bem entender dos teus filhos e usar eles para serem jagunços? Pode ser sim.
4. Se você prefere, comer por mão do estado, o pão que o socialismo amassou, para ser mais um nas fileiras do deboche à Cristo? Pode ser sim.
5.Se você gosta de ser assaltado, gosta de ver gente trabalhadora morrer pelos bandidos defendidos pelos socialistas? Sim, pode.
6. Se você prefere compartilhar a tua casa, carro e ver tua propriedade invadida e roubada, só porque o governo manda? então, pode sim, ser socialista.
7. Se você quer ganhar menos, pagar mais pelas coisas, ficar desempregado, não ter saúde pública, que teus filhos não saibam ler, mesmo terminando a faculdade? pode ser socialista comunista.
Se ser Cristão para você é um clube, onde você escolhe o que Gosta e deixa o que não gosta, você não é Cristão, pode ser "autoproclamado" cristão, mas não o é de fato, aí então, pode sim ser socialista e "cristão a tua maneira", mas não terá parte com Cristo.
Concluo:
"Tornei-me acaso vosso inimigo, porque vos disse a verdade?", pois acredito que uma boa conversa pode fazer muito bem, a que tem juízo: "Quem tem juízo aprende mais com uma repreensão do que o tolo, com cem chicotadas" (Gálatas 4.16; Provérbios 17.10).