terça-feira, 16 de agosto de 2011

UMA BREVE E SIMPLES DECLARAÇÃO DE FÉ REFORMADA

Por BENJAMIN B. WARFIELD.

1. Creio que meu único propósito, tanto na vida quanto na morte, deve ser glorificar a Deus e alegrar-me nEle para sempre; e que Deus me ensina como glorificá-Lo em Sua santa Palavra, a Bíblia, a qual Ele deu por inspiração infalível de Seu Espírito Santo, a fim de que eu certamente possa conhecer o que devo crer concernente a Ele e aos deveres que Ele requer de mim.

2. Creio que Deus é Espírito infinito, eterno e incomparável em tudo o que Ele é; um só Deus em três Pessoas; o Pai, o Filho e o Espírito Santo, meu Criador, meu Redentor e meu Santificador, em cujo poder e sabedoria, justiça, bondade e verdade eu posso descansar completamente a minha confiança.

3. Creio que os céus e a terra, e tudo o que neles há, são a obra das mãos de Deus; e que tudo o que Ele criou é governado e dirigido por Ele, de tal maneira que todas as coisas cumpram o fim para o qual foram criadas, e eu que confio nEle não serei envergonhado, mas poderei descansar com segurança na proteção de Seu amor todo-poderoso.

4. Creio que Deus criou o homem à Sua imagem, em conhecimento, justiça e santidade, e entrou num pacto de vida com ele sob a única condição da obediência como dever do homem, de tal modo que por pecar deliberadamente contra Deus, esse homem entrou no estado de pecado e miséria, no qual nascemos.

5. Creio que, caído em Adão, meu primeiro pai, sou por natureza um filho da ira, sob a condenação de Deus, e estou corrompido de corpo e alma, inclinado ao mal e merecedor da morte eterna; e desse terrível estado não posso ser libertado exceto pela graça imerecida de Deus meu Salvador.

6. Creio que Deus não deixou o mundo perecer em pecado, mas pelo Seu grande amor, desde toda a eternidade, por pura graça, escolheu para Si mesmo uma multidão que nenhum homem pode contar, para libertá-la de seu pecado e miséria, e a dela edificar novamente no mundo o Seu Reino de justiça; de cujo Reino eu posso ter certeza de fazer parte se confio em Cristo Senhor.

7. Creio que Deus redimiu Seu povo para Si mesmo através de Jesus Cristo nosso Senhor; quem, ainda que era e continua sendo o eterno Filho de Deus, no entanto nasceu de mulher, sob a Lei, para que pudesse redimir aos que estão sob a Lei: creio que Ele levou sobre Si a pena devida aos meus pecados, em Seu próprio corpo no madeiro, e cumpriu em Sua própria pessoa a obediência que eu devo à justiça de Deus, e agora me apresenta diante do Pai como Sua posse adquirida, para o louvor da glória de Sua graça para sempre; pelo que, renunciando a todo mérito meu, deposito toda a minha confiança somente no sangue e na justiça de Cristo Jesus, meu Redentor.

8. Creio que Jesus Cristo, meu Redentor, que morreu pelas minhas ofensas, foi ressuscitado para minha justificação e ascendeu ao Céu onde está assentado à destra do Pai Todo-Poderoso, e continuamente intercede pelo Seu povo; governando todo o universo como o Cabeça sobre todas as coisas para a Sua Igreja, de modo tal que não preciso temer nenhum mal e posso com certeza saber que nada pode me arrebatar de Suas mãos e nada pode me separar do Seu amor.

9. Creio que a redenção obtida pelo Senhor Jesus Cristo é aplicada eficazmente em todo o Seu povo pelo Espírito Santo, que opera a fé em mim e desse modo me une a Cristo, renovando-me à imagem plena de Deus, e capacitando-me dia a dia para morrer para o pecado e viver para a justiça de Deus; e quando essa obra de graça for completada em mim, serei recebido na glória; e permanecendo nessa grande esperança devo lutar diariamente em busca da santidade no temor de Deus.

10. Creio que Deus requer de mim, sob o Evangelho, que, com um verdadeiro senso de pecado e miséria e desejo fervoroso pela misericórdia de Cristo, eu me afaste com dor e ódio do pecado e receber e descansar somente em Jesus Cristo para a salvação; de tal modo que, estando assim unido a Ele, eu possa receber o perdão por todos os meus pecados e ser aceito como justo diante dos olhos de Deus somente pela justiça de Cristo que me é imputada, a qual recebo pela fé somente. Unicamente desse modo eu creio poder ser recebido no número dos filhos de Deus e ter os mesmos privilégios que eles têm.

11. Creio que, tendo sido perdoado e aceito em nome de Cristo, se requer de mim que caminhe no Espírito que Ele comunicou a mim, e pelo qual o amor é derramado sobejamente em meu coração; cumprindo a obediência que devo a Cristo meu Rei, fielmente levando a cabo todos os deveres postos sobre mim pela santa Lei de Deus meu Pai Celestial. E sempre refletindo em mim a conduta e o exemplo perfeito estabelecido para mim por Jesus Cristo meu Senhor, que morreu por mim e me concedeu o Espírito Santo para que eu possa fazer as boas obras que Deus preparou de antemão para que eu andasse nelas.

12. Creio que Deus estabeleceu a Sua Igreja no mundo e a dotou com o ministério da Palavra e com as santas ordenanças do batismo e da Ceia do Senhor, bem como a Oração do Senhor, a fim de que por esses meios as riquezas de Sua graça no Evangelho sejam dadas a conhecer ao mundo. E, pela bênção de Cristo e a obra do Espírito nos que O recebem pela fé, os benefícios da redenção possam ser comunicados ao Seu povo; pelo que se requer de mim que participe desses meios de graça com diligência, preparação e oração, para que por meio deles eu possa ser instruído e fortalecido na fé, na santidade de vida e no amor; e que eu use meus melhores esforços para levar esse Evangelho e comunicar esses meios de graça para todo o mundo.

13. Creio que assim como Jesus Cristo veio uma vez em graça, assim também Ele virá uma segunda vez em glória, para julgar o mundo em justiça e distribuir a cada um a sua recompensa eterna. Creio que quando eu morrer em Cristo, minha alma será, na morte, feita perfeita em santidade e será levada para junto do Senhor. E quando Ele retornar em majestade, eu serei levantado em glória e tornado perfeitamente bem-aventurado no pleno gozo da presença de Deus por toda a eternidade. Encorajado por essa bendita esperança se requer de mim que voluntariamente participe dos sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus, na certeza de que se morro com Ele também viverei com Ele, se persevero, também reinarei com Ele.

E a Ele, meu Redentor,

Juntamente com o Pai

E o Espírito Santo,

Três Pessoas, um Deus,

Seja a glória para sempre,

Pelos séculos dos séculos,

Amém e amém!

FONTE:

http://www.reformedliterature.com/es/warfield-una-declaracion-breve-y-sencilla.php

3 comentários:

Grupo das Meninas Atarefadas disse...

Um credo completo, em linguagem clara. Precisamos ter mais presente aquilo em que cremos.
Obrigada, Fábio, por colocares ao nosso alcance.
Carmem Pedrozo

Felipe Pereira disse...

Warfield crê em tanta coisa que quase não sabe no que crê. Acho que estamos no mesmo barco...
Lastimável é alicerçar-se nos barões protestantes do século XIX... Eles já eram anacrônicos em suas épocas, imagine agora...
Vamos brincar de fazer teologia?

Fábio Vaz dos Santos disse...

Prezado "Felipe": penso que quem não sabe no que crê é você - aliás, também muito mal-informado a respeito da história da Igreja, pelo visto. Lastimável é chamar de "barões" e, pior ainda, de "anacrônicos" pessoas como Warfield, que certamente sabia muito bem no que cria e em Quem cria. (Tem certeza de que leu o que ele escreveu? Leu alguma coisa que algum autor protestante escreveu?) Lastimável é trocar a fé cristã pela filosofia de nossa época para não ser "anacrônico". Lastimável é criticar por criticar, sem elementos para construir (típico! É, você não é nem um pouco anacrônico, fique tranquilo! Está em sintonia total com nosso tempo). E por último, se quiser "brincar", vá procurar um jardim de infância ou parque de diversões, porque teologia, certamente, não é a sua praia! E teologia não existe para brincar, e sim para glorificar a Deus. Se você não leva a sério as coisas de Deus, vai levar a sério o quê? Não, não estamos no mesmo barco...